terça-feira, 2 de outubro de 2007

Amigo


Este poema de Alexandre O'Neill lembra-me os amigos que não vemos, com quem não estamos, mas que estão sempre connosco. São os amigos a quem até podemos não ligar muitas vezes, mas que quando ligamos, quando estamos - "... vai ser, é já uma grande festa!"


Mal nos conhecemos
Inauguramos a palavra amigo!
Amigo é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece.
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!
Amigo (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
Amigo é o contrário de inimigo!
Amigo é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado.
É a verdade partilhada, praticada.
Amigo é a solidão derrotada!
Amigo é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
Amigo vai ser, é já uma grande festa!

10 comentários:

Anónimo disse...

que belo poema... depois da felicidade, a amizade. uma nao existe sem a outra. respondo com um poema de leif kristianson, que a sophia de melo breyner traduziu e que muitos lemos quando eramos miudos...

entretanto, so um protesto: na resposta ao meu comentario ao post anterior, chamas-me amiga... mas eu sou amigo..

ca vai o poema
Um amigo

Ter um amigo é maravilhoso!
Ser amigo de alguém é ainda melhor:
é como acordar e sentir o sol a brilhar;
um amigo é alguém com quem se está bem.
Mas um amigo é muito mais do que isso:
é alguém que pensa em ti quando não estás aqui;
alguém que bate com os dedos na madeira quando tu tens de fazer coisas difíceis.
Nunca se está realmente só quando se tem um amigo.
Um amigo ouve o que tu dizes e tenta compreender o que não sabes dizer.
Mas um amigo não está sempre de acordo contigo: um amigo contradiz-te e obriga-te a pensar honestamente.
Amigo é uma palavra bonita. É quase a melhor das palavras!

versão abreviada da Editorial Presença

madrinha disse...

Há o amor, a amizade e a "amorizade", que é uma mistura dos dois. Gosto deste conceito.

M. disse...

N�o precisa ser homem, basta ser humano, basta ter sentimentos, basta ter cora�o. Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir. Tem que gostar de poesia, de madrugada, de p�ssaro, de sol, da lua, do canto, dos ventos e das can�es da brisa. Deve ter amor, um grande amor por algu�m, ou ent�o sentir falta de n�o ter esse amor.. Deve amar o pr�ximo e respeitar a dor que os passantes levam consigo. Deve guardar segredo sem se sacrificar.

(...)
Vinicius de Moraes

porque j� l� v�o 14anos e descobri contigo a amizade.mesmo que teimasses que eras tu a power ranger cor-de-rosa.

Sofia disse...

Caro anónimo, peço desculpa pela confusão... mas bem-vindo a este porto, estaremos sempre aqui para o ouvir e gostamos que traga sempre "atrelados" desses ao seu barco. Poema formidável, não conhecia. Mas gosto especialmente dos amigos que tentam compreender o que não sabemos dizer.

"Amorizades"... tenho tantas!!! Mas a verdade é que há amigos tão nossos, que pertencem a um lado tão especial do coração que acabamos por amá-los, por nos apaixonar por eles. E isso é romântico! Sabes que Lord Byron dizia que a "amizade é o amor sem asas", mas eu acho que pode ter asas e voar altíssimo.

M. e revelas essas coisas aqui? A amizade é maravilhosa quando é longa e duradoura, porque os anos passam por nós, as coisas mudam, nós mudamos, mas os verdadeiros amigos continuam aqui para nós e para nos ver. Mas a amizade pode ser nova, ainda menina que nos encanta pela magia, pela sinceridade e beleza de algo que acabou de nascer... Aristóteles é que dizia: "A amizade é uma alma com dois corpos" e a magia da amizade está na união.

Um beijinho aos três

Pedro disse...

Também acho que a amizade pode ter asas. É bom que tenha. Discordo de Byron se para ele o amor é uma amizade "aditivada". São coisas diferentes, não se medem na mesma escala. E ainda bem, porque por serem tão lindas escusam de ser postas em competição.

Sofia disse...

São coisas diferentes... que se podem misturar. E que fica bom, lá isso fica! Além disso, a meu ver, não de trata de competição, mas de união (ando a usar esta palavra, muitas vezes!).
Um beijinho para ti

pedro disse...

Aspas aspas aspas, incluindo no beijinho!

ana vidal disse...

Sofia, podes ler o poema do Vinicius, completo, lá no meu blog (não me lembro do dia exacto, mas se procurares encontras facilmente). É lindo.

bjs

Su disse...

Lembro-me bem desse poema que a sophia de melo breyner traduziu...

"Ser amigo de alguém é ainda melhor"... tinha-o num livro com uns bonequinhos na capa, assim com uns cabelos estranhos, de mãos dadas... acho eu... estariam nus?

Eu era tão pequena quando o meu pai mo deu, que nem sei se a minha vivência nestes últimos 30 anos mudaram as minhas lembranças. É possivel. Mas nunca o esqueci. Foi muito bom vê-lo aqui!

Sofia disse...

Olá Sum, bem-vinda a este cais! E ainda bem que teve este reencontro... os cais são para isso... ver chegar e encontrar de novo, aquilo ou aqueles de quem gostamos!
Também tenho essa edição e adoro. É um bom presente para se dar a um amigo!

beijinhos e continue a aportar por aqui