quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Sei que é Tristeza...


Há dias em que acordo assim, com os azuis! Mas hoje acordei com os cinzentos mesmo! Amanheci com o meu céu nublado e a cabeça baixa, de queixo encostado ao peito e de abraço aos joelhos. Em que o meu cenário de dia seria um penhasco em frente ao mar, de cabelo ao vento, a deixar a brisa levar as minhas tristezas.

Saí de manhã cedo e o sol a brilhar era a antítese de mim, parecíamos descoordenados, desorientados, lutando um contra o outro. Lutámos em vão, porque ele manteve-se no céu azul e os meus olhos fecharam-se no meu cinzento céu.

Experimentei o passeio pelo bairro, escondida atrás da minha música que tocava alto e sem parar, tentei uma ida à praça para comprar flores, muitas margaridas amarelas como eu gosto, telefonemas a amigos só para ouvir um olá do lado de lá, que eu mais queria que fosse do de cá. Mas nada me arrancou esta tristeza que me invade e que me prende.

Há dias assim, em que acordo cinzenta e triste e sei que é mais do que as minhas melancolias, de que tanto gosto e cultivo, mais do que uma brisa mais fria e menos azul! Sei que é Tristeza...

7 comentários:

Doses de Bruno Mocelin disse...

Entendo. E sei que
"É bom...
Às vezes se perder
Sem ter porque
Sem ter razão
É um dom...
Saber envaidecer
Por si
Saber mudar de tom..."

Até.

Sammia disse...

Eu gostaria de abraçar-lhe querida Sofia. E encher-lhe de mais margaridas e beijinhos a face. Dizer que sua importância é suma e seus sorrisos vale mais que qualquer lágrima de desapontamento.
Mas daqui só me resta torcer. Me resta pedir aos céus para as núvens se afastarem e revelarem um lindo céu azul e boa brisa acolhedora para mostrar que teu mundo é lindo e tristeza alguma pode calar tuas vitórias.

Fica com meu abraço virtual e com meu sorrizo de amiga distante que te estima.

Mad disse...

Pronto, já percebo. 1000 beijinhos para ti e... pois. Amanhã há-de passar. Se Deus quiser. Se não quiser,... azar.

av disse...

A tua tristeza transformou-se num belíssimo texto, sabias? Sei que não consola nem resolve, mas pelo menos serve para exorcizar alguns fantasmas. Outros dias virão, vais ver, cheios de sol dentro de ti (mesmo que chova a cântaros, cá fora).
Um beijo grande e um abraço ainda maior.

Sofia disse...

Olá Bruno! Obrigada pelas tuas palavras! Aquecem o coração...

Querida Sammia, ads tuas palavras animam-me sempre... a minha amiga do outro lado do Atlântico! Obigada pelos beijos e abraços que chegaram para me fazer sorrir...

Mad. estás a ver o que te dizia! Acho que ontem foste a primeira a fazer-me rir, quando me chamaste Maria Francisca! Mas olha que Deus não deve ter querido muita coisa para hoje porque, apesar do sol, ainda estou com a neura...
beijinhos

Av, minha querida amiga! Achas que ficou bonito? Ainda bem... saiu-me! E tens razão que ajuda! As tristezas quando divididas são mais pequenas! Quanto ao sol, esse ainda só brilha lá fora... mas há-de passar, tu sabes que há-de!

Obrigada pelo abraço... sabes que é mesmo o que mais me ajuda... e olha que ontem tive muitos mimos! ;)

Huckleberry Friend disse...

COMUNICADO OFICIAL

Aqui posto de comando do Movimento de Mimos, Tristezas e Alegrias. Apelamos a todos os sorrisos que habitam no mundo no sentido de não recolherem a suas bocas. Esperamos sinceramente que se soltem e contagiem os outros, como ontem se soltou, após um dia de reclusão, o da menina Sofia do Cais, contagiando os três sortudos que com ela partilharam mesa no Procópio e, estamos em crer, mais alguns. Não obstante o expresso desejo de que a alegria nascente se mantenha por muito tempo, fazemos saber que o arsenal de mimos que angariámos para fazer face à situação continua operacional e terá de ser utilizado nos próximos dias.


TELEGRAMA
Manhã quinta-feira tendência mantém-se. Miúda sorri. Miúda ri. Miúda continua linda.

Sofia disse...

Parabéns, acabas de receber o prémio do comentário mais original!

Só tu para me fazeres rir... as caipirinhas ajudaram na parte da gargalhada e a companhia nos sorrisos muitos!

Ainda bem que vos contagiei! Quanto aos outros, se os contagiei, deve ter sido por causa do decote que levava... foi muito comentado pela avó!!!Indecências...

beijinhos