terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Devo-te um sorriso

Ofereçeram-me uma música e pediram-me um sorriso.
Eu ofereço um poema, uma música e a promessa de muitos sorrisos para breve.



O Sorriso
Creio que foi o sorriso,
sorriso foi quem abriu a porta.
Era um sorriso com muita luz
lá dentro, apetecia
entrar nele, tirar a roupa, ficar
nu dentro daquele sorriso.
Correr, navegar, morrer naquele sorriso.

(Eugénio de Andrade)

7 comentários:

av disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
av disse...

Obrigada pelo poema, que é lindo. Sobre a música já não posso dizer nada, porque não abre... LOL
Mas o melhor de tudo, mesmo, é a promessa de muitos sorrisos.
beijinhos

miguel disse...

Olá Sofia:

alterações muito discretas neste blogue e esse sorriso prometido que ainda não chegou, são factos que me deixam algo surpreso. Não sei se há tempestade , as, se há, que venha a bonança rápido.

Sofia disse...

Preguiçosa, tens de carregar no botão... vais adorar...
Eu já prometi para amanhã... LOL

Olá Miguel... a bonança virá e com ela os sorrisos...

Cleopatra disse...

Sofia!
Sabias que sorrir, é a segunda melhor coisa que se pode fazer com os lábios?
Beijinho grande
Cleo

av disse...

Já consegui abrir. Adoro esta música e fico muito contente por já conseguires ver "clearly now"!
bjs

Sofia disse...

Sei sim Cleo...
Um beijinho então para ti

Vês Ana... dia a dia, abraço a a abraço, sorriso a sorriso, beijo a beijo... as coisas vão-se fazendo...