sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

A mala para o fim de ano


De todos os cantos do mundo
Amo com um amor mais forte
E mais profundo
Aquela praia extasiada e nua
Onde me uni ao mar,ao vento e à lua

(Sophia de Mello Breyner Andresen)


Amanhã por estas horas já estarei na minha praia, a ver o meu mar da varanda virada ao vento. Ainda não fiz as malas, mas sei tudo aquilo que tenho de levar para gastar os últimos cartuchos de 2007 e receber com alegria e muito champanhe o 2008.

Os patins em linha para estrear e, quem sabe, começar o ano com o pé direito; as camisolas de gola alta, muitas, para vestir todas de uma vez, os cachecóis mais compridos e mais quentinhos que nunca uso, para enrolar ao pescoço, as mantinhas todas que andam espalhadas pela minha casa, à espera que eu as apanhe para me aninhar em qualquer cantinho a dormir ou a ler, os sacos de água quente (as minhas meninas, como lhes chamo!), a almofada com buracos para os pés para que estejam sempre quentinhos, as meias até ao joelho e os pés de meia, os gorros que levei a Londres e nunca mais usei, os casacos quentinhos e as luvas, os aquecedores, a chaleira eléctrica e muitas saquetas de chá para nos aquecermos, as minhas caixinhas de música para me embalarem, o mp3 para poder ouvir, cantar e dançar e o monte de livros que está na minha cabeceira, para ver se os leio de uma vez.

Acho que vai ser assim quentinho o meu fim de ano, na minha praia, no meu mar, com os meus amigos e com os meus olhos verdes preferidos. Ouvi dizer que por lá o sol tem andado muito simpático, mas não quero acreditar nessas histórias... eu quero o frio e o Inverno, para poder ficar aninhada num colo, dar abraços quentinhos e receber beijinhos doces.

BOM ANO DE 2008 CHEIO DE SAÚDE, SONHOS, AMOR, PAIXÃO, POESIA, MÚSICA, DANÇA E MUITA VIDA...

10 comentários:

JRL disse...

Olá Sofia,
Obrigada. :) Desejo que as tuas entradas sejam espectaculares... como tu as desejas. Um beijo e até para o ano.

Feitixeira disse...

Sofia,

Agradeço a visita ao cantinho onde magico ideias e aproveito para desejar um novo ano sobre rodas;)

Beijinhos com votos de feliz 2008***

JG disse...

Um Bom Fim de Ano nesse teu cantinho rodeado de azul. Descansa, lê, patina, baila, pula e canta. E que o novo ano seja todo assim.

Beijos

Onde é esse local lindo? Não consegui localizar e também não quero arriscar uma advinhação :)))

Mateso disse...

Sofia.
Obrigada pelas palavras deixadas no meu cantinho aul. Tudo de Bom para ti.
Um beijinho.

a formiga disse...

Passageiros entre palavras fugazes:
Carreguem os vossos nomes e vão-se embora,
Cancelem as vossas horas do nosso tempo e vão-se embora,
Levem o que quiserem do azul do mar
E da areia da memória,
Tirem todas as fotos que vos apetecer para saberem
O que nunca saberão:
Como as pedras da nossa terra
Constroem o tecto do céu.
Passageiros entre palavras fugazes:
Vocês têm espadas, nós o sangue,
Têm o aço e o fogo, nós a carne,
Têm outro tanque, nós as pedras,
Têm gases lacrimogéneos, nós a chuva.
Mas o céu e o ar
São os mesmos para todos.
Levem uma porção do nosso sangue e vão-se embora,
Entrem na festa, jantem e dancem...
Depois vão-se embora
Para nós cuidaremos das rosas dos mártires
E viveremos como queremos.
Passageiros entre palavras fugazes:
Como poeira amarga, passem por onde quiserem, mas
Não passem entre nós como insectos voadores
Porque temos guardada a colheita da nossa terra.
Temos trigo que semeámos e regámos com o orvalho dos nossos corpos
E temos aqui o que não vos agrada:
Palavras e pudor
Se quiserem, levem o passado ao mercado de antiguidades
E devolvam o esqueleto à poupa
Numa travessa de porcelana.
Temos o que não vos agrada: o futuro
E o que semeamos na nossa terra.
Passageiros entre palavras fugazes:
Amontoem as vossas fantasias numa
Sepultura abandonada e vão-se embora,
Devolvam os ponteiros do tempo à lei do bezerro de ouro
Ou ao horário musical do revólver
Porque aqui temos o que não vos agrada.
Vão-se embora
E temos o que não vos pertence:
Uma pátria e um povo exangue,
Um pais útil para o olvido e para a memória.
Passageiros entre palavras fugazes:
É hora de vocês se irem embora.
Fiquem onde quiserem, mas não entre nós.
É hora de se irem embora
Para morrerem onde quiserem, mas não entre nós
Porque nós temos trabalho na nossa terra
E aqui temos o passado,
A voz inicial da vida,
E temos o presente e o futuro,
Aqui temos esta vida e a outra.
Vão-se embora da nossa terra,
Da nossa terra, do nosso mar,
Do nosso trigo, do nosso sal, das nossas feridas,
De tudo... vão-se embora
Das recordações da memória,
Passageiros entre palavras fugazes

Mahmud Darwish
Símbolo da cultura da Palestina

miguel disse...

Que bela mensagem de ano novo...quanta esperança tão cheia de coisas tão concretizáveis...quanto desejo do calor do tempo frio...que sorte ter o Baleal todo o ano!

Bom Ano para ti e para os teus.

Huckleberry Friend disse...

Parabéns, miúda: em quatro dias cumpriste o programa quase todo. Destaque para os patins em linha, adorei a estreia embora ainda me doam as canelas. Para quando a segunda lição? Beijinhos e um 2008 tão quentinho como foi o seu começo!

Sofia disse...

Obrigada a todos e fiquem sabendo que comecei com o pé direito, quase mergulhado no mar, junto daqueles que mais gosto! Mesmo como eu queria! Beijinhos

JG, também te desejo a ti um ano cheio de maravilhas, que tu arrancaste-me muitos sorrisos este ano, com as preciosidades que pões no teu blogue! Esse local lindo é o Baleal, 'a mais linda praia da terra portuguesa', como escreveu Raul Brandão. Podes ler aqui o que já escrevi sobre a minha ilha! Beijinho

Formiga obrigada pela tua partilha de Ano Novo. Tudo de bom para ti!

Miguel, meu querido amigo... concretizei quase tudo e mais um bocadinho! Só não deu para o banho de mar que os meus ossos já acusam a idade... mas deu para partilhar com o mar a entrada no Ano Novo. E sabes que no Verão lá nos encontramos, sempre! Beijinhos grandes para ti

Meu querido Huck, quase que acabei o ano viúva, mas a tua força de vontade para patinar foi mais forte.. a segunda lição fica marcada para logo que esta chuva amaine! Vamos até ao Guincho, combinado?

Maria João disse...

Não há nada mais difícil do que saber bem o que levar numa mala... mas "nesta" mala, a que se leva para o Novo Ano, o mais importante é que vá cheia de sonhos! Que sorte, passar o ano virada para o mar... Bom 2008! (vim até ao teu blog porque o teu mais-que-tudo deixo o teu link no meu :))

Sofia disse...

Ainda bem que ele vai divulgando o meu blogue... ;)

Pois a minha mala leva sempre quase tudo, traz de volta o dobro, mas esquece sempre qualquer coisinha... desta vez foi um presente para dar dia 1 e que teve de ser improvisado à pressa! Mas acho que em sai bem... Os sonhos, esses levei-os a todos e revelei-os ao vento, às ondas e ao pôr-do-sol... pode ser que eles ajudem a tornar-se realidade!

beijinhos e BOM ANO (vou ao 'a vida ao contrário' e já volto!)