domingo, 9 de março de 2008

Quiero



(Pedro Guerra - Quiere)

Quiere que la quieras
Y le enseñes dónde queda
La felicidad
Quiere que la abraces y la calmes
Quiere que la dejes descansar
Quiere que sonrías
Y le cures las heridas
De la soledad

Nota: À Madrinha que, há uns tempos, me enviou um 'conselho'.

7 comentários:

miguel disse...

Sofia, sou assim: um belo poema prefiro-o dito, se acaso seja acompanhado por uma melodia banal. Mas esta melodia torna ainda mais belo, este belo poema.E nuestros hermanos continuam a ganhar pontos aqui em Benfica, através do muito que os amigos, deles, me dão a conhecer.

madrinha disse...

Obrigada, querida. Mas o conselho não era para ti...
É um recado para os homemes, dizendo como nós, mulheres, queremos que nos queiram. Mas fazes bem em lembrá-la, porque continua actualíssima esta canção tão bonita.
Um beijinho

Sofia disse...

Ainda bem que gostaste, Miguel. Pedro Guerra tem esse dom, letras lindas, melodias encantadoras...
Beijinhos e obrigada pela festa

Madrinha, só nós sabemos o 'conselho' que tu me enviaste. Era só para te dizer que hoje, de certa maneira, o repito e o renovo... entendes? ;)

Beijinhos miúda

av disse...

Entendo, miúda.
E espero que seja útil...
beijinhos

Sofia disse...

Ana, por isso é que tu e a madrinha se dão tão bem! Duas distraídas... Os vossos conselhos são preciosos. ;)
Beijinhos

av disse...

Um dia gostava de conhecer essa madrinha. Parece boa pessoa...
Beijinhos

Sofia disse...

Prometo uma janatarada para breve... Vão tornar-se inseparáveis. ;)

Beijinhos