segunda-feira, 5 de maio de 2008

Dia da espiga


Este ano deixei passar a data! Calhou no feriado e nem dei por ela. Costumo sair de casa pela manhã, numa quinta-feira de Maio, e encontrar as vendedoras dos raminhos da espiga nas saídas do metro. Nesse dia, compro um sem-número de ramos para distribuir pela família e pelos amigos. Não para festejar o dia religioso, a quinta-feira da Ascenção, mas para seguir a tradição pagã.

Manda a tradição que, de manhã, se vá para o campo apanhar as flores do ramo - a espiga, a folha de oliveira, o malmequer branco, o amarelo e uma papoila. Hoje, porém, já muitos compram o ramo completo, pela falta de tempo para os passeios matinais pelo campo!

Cada elemento simboliza um desejo:
- A espiga é para que haja pão, ou seja, que nunca falte comida em cada casa;
- O ramo de oliveira para que haja paz (a pomba trazia no bico o ramo de oliveira) e para que nunca falte luz (antigamente as lamparinas eram alimentadas com azeite);
- As flores, para que haja alegria, simbolizada pela cor. O malmequer acredita-se que traz o ouro e a prata, a papoila o amor.

Depois, é só atar o ramo e guardá-lo em casa até ao próximo Dia da Espiga.

Eu ainda tenho o do ano passado, guardado na cozinha, bem à vista de todos. Este ano, deixei passar o dia. Mas ontem, alguém de olhar mais atento reparou que à porta de minha casa, no 'meu campo', havia todas as flores do ramo, menos a da oliveira. Alguém tem para a troca?

4 comentários:

Su disse...

Estranhamente, aqui a dificuldade foi encontrar papoilas... O ramo de oliveira foi "roubado" mesmo aqui à porta, nas inúmeras oliveiras vindas da zona do Alqueva e replantadas em Carnaxide!
Queres?

Meg (sub Rosa) disse...

Que maravilha!
beijinho
M.

Huckleberry Friend disse...

Bem dito, minha querida! Temos um ramo do Dia da Espiga à porta de casa, mas com flores e espigas vivas e em liberdade. Há lá coisa melhor? Mas olha, não passa do fim-de-semana sem te trazer um raminho de oliveira. Não me vou esquecer, até porque ontem houve umas azeitonas deliciosas ;) beijos!

Sofia disse...

Olá Su, muito obrigada pela oferta. Se não conseguir apanhar este fim-de-semana no campo, prometo que te vou cravar!
beijinhos e obrigada

Querida Meg, como vão as coisas por aí?
Conhecias esta tradição? Um dia mando-te um ramo destes para dar sorte!
beijos

Huck,
temos mesmo de o apanhar e de fazer uns ramos para oferecer, vale?
beijos